Do sôfrego jardim das delícias

Do sôfrego jardim das delícias
Vem ele dançando:
Ó ser humano!

Vítima e precursor de todas as sevícias
Lá vem ele flutuando:
Ó néscio insano!

Do coração de toda arte e ciência
– Que se tenha clemência -
Vil mundano!

Dos bailes!
Das luzes!
Dos fulgores!
Ostentando amores!

        Que se lhe dê flores!

                Cruel engano…

Tags » , «

Autor: | 681 visualizações
Data: quinta-feira, 17. março 2011 13:32
Trackback: Trackback-URL Categoria: Algum Ódio

Feed para a postagem RSS 2.0 Comentar esta postagem

Enviar comentário

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline