Pensando na privada

Não é absurdo?
Só que o pensamento me agrada.
O de pensar enquanto se caga.

E os raciocínios correm livres
E facilmente acho o correto,
Enquanto, sem pressa,
As fezes mergulham do meu reto.

E a divagar sobre os aconteceres da vida
Com um cotovelo apoiado no joelho,
A mão segurando minha cabeça erguida
E com a outra coçando meus pentelhos.

Que sossegada visão é a de ler no banheiro.
Calmamente viajando na leitura
Enquanto a merda forma flutuante escultura.

Então, acaba a diversão.
A matéria acabou,
O metabolismo cumpriu sua função
E a correria da vida já voltou.

Mas sempre é reconfortante saber
Que logo chegará a hora de no banheiro se ler.

Autor: | 1.179 visualizações
Data: terça-feira, 8. setembro 2009 10:50
Trackback: Trackback-URL Categoria: AnarcoPoeticSongs: PoeticLongWayDisturb

Feed para a postagem RSS 2.0 Comentar esta postagem

2 comentários

  1. 1

    AFF!!!
    Tu tah de brincadeira cmg
    Soh pode… olha o texto do cara…
    Como diz José Simão: “tucanaram o ‘cago lendo no banheiro'”
    Não falo mais nada, depois disso vou fazer outra coisa!

    =)

  2. 2

    Acabei de crer que você é VIP mesmo, sobrinha… Essa é a que todo mundo gosta… hahhahaha

Enviar comentário

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline