Quis fazer dos jogos livres

Quis fazer dos jogos livres
Teus brinquedos preferidos
E nos teus desdéns me exiges
Todos os sentidos aturdidos.

Agora vai, ninfa irresponsável,
Atirar minha alma ao Estige
Pois a do tolo imponderável
É a textura que se exige

Para se entregar aos devaneios
E recitar versos de cor,
Para se enlevar dos receios
E mergulhar no torpor.

Autor: | 618 visualizações
Data: quinta-feira, 16. setembro 2010 13:30
Trackback: Trackback-URL Categoria: Certas mulheres

Feed para a postagem RSS 2.0 Comentar esta postagem

Enviar comentário

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline