CaoNeoEstratosfera

Chama!
Voz insana perdida no tempo
Do subconsciencioso relento
Que só traz pesar.
É negro o firmamento!

Noite corrosiva em que sonhos viajam ao encontro do seu pai…

…Paz!
Norte ansiado fervonervosamente
Que assim procurado intermitantinavelmente

Se esconde no caos aos olhos do inquisidor…

Chama. Chama. Chama.

Tu!

Verdade insana!

Chama. Chama. Chama.

A queimar a alma (do grego ânima)
Tal qual olhar de cigana…

…Que cigana

Se fez ao nascer
Junto ao nascer do Sol
E seu nome está no rol

Das mulheres sedutoras!

ÊneÊcaÊdÊmdaÊtÊmoq! QomêTêAdmêDêAcêEnê!

Em! Ót! Emóc!

Autor: | 709 visualizações
Data: sexta-feira, 8. abril 2011 10:37
Trackback: Trackback-URL Categoria: Delírios

Feed para a postagem RSS 2.0 Comentar esta postagem

Enviar comentário

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline